Tabagismo: as consequências do fumo para a saúde da sua boca

Tabagismo: as consequências do fumo para a saúde da sua boca
Compartilhar:

Publicado: 30/08/2021

Categorias: Doenças

Segundo a OMS, o tabagismo é uma das maiores causas de mortes evitáveis anualmente tanto no Brasil, quanto no mundo. Esse termo é usado para indicar o vício em cigarro e outras drogas lícitas ou não, à base de tabaco.

É muito comum que o uso dessa droga comece como meio de aliviar o estresse do dia a dia. Mas, será que vale a pena arriscar sua saúde e até mesmo a vida?

No longo prazo, o consumo desses itens traz inúmeras consequências nocivas ao organismo. Quanto maior o tempo de uso, mais difícil se torna a desintoxicação da substância no corpo. Siga com a leitura para entender mais sobre este assunto!

O que é tabagismo?

O tabagismo é um tipo de doença crônica causada pela dependência química de substâncias tóxicas presentes no tabaco. Um vício que surge através do consumo das seguintes drogas lícitas:

  • Cigarro comum, eletrônico, de corda e de palha;

  • Tabaco para narguilé;

  • Fumo-de-rolo;

  • Cachimbo;

  • Cigarrilha;

  • Charuto;

  • Rapé;

  • Bidi.

A principal substância que causa esse vício é a nicotina. Poderosíssima, os efeitos que ela causa são inúmeros e começam no cérebro ao ligar-se com receptores neurais.

Os principais afetados são aqueles responsáveis por nosso circuito de recompensa. Isso faz com que a vontade e fixação no tabaco seja tão forte gerando a dependência.

De forma mais teórica, a nicotina em contato com esses receptores estimula a liberação de dopamina, hormônio da felicidade. Nosso organismo passa a experimentar então, uma falsa sensação prazerosa e de bem-estar toda vez que consome tabaco.

É a partir disso que uma forte dependência química surge, pela "necessidade" de manter essas sensações. Mas além da nicotina, outras substâncias tóxicas encontram-se presentes nos produtos feitos à base de tabaco. Em sua maioria, substâncias altamente cancerígenas e causadoras de diversas outras doenças.

Quais são os efeitos causados pela nicotina e os demais tóxicos no organismo?

Em média, um cigarro possui cerca de quase 5000 mil substâncias tóxicas em sua composição. Todas elas são liberadas através da fumaça ao ser acendido e as mais nocivas são:

  • Nicotina que causa a dependência e é cancerígena;

  • Polônio 210 e carbono 14, substâncias radioativas;

  • Benzopireno usada para facilitar a combustão;

  • Metais pesados como o cádmio e o chumbo;

  • Agrotóxicos como, por exemplo, o DDT;

  • Benzeno, um tipo de solvente químico;

  • Arsênico e níquel.

Em geral, essas e as inúmeras substâncias tóxicas atacam inúmeros órgãos e sistemas presentes no organismo. Os problemas podem começar na boca, afetando a saúde dos dentes e da pele, por ser a região de maior contato durante o consumo.

Mas vai além, atingindo o pulmão e causando até mesmo diferentes tipos de câncer. O grande problema é que a dependência que a nicotina causa não é simples e, inclusive, ocorre de 3 formas diferentes.

Uma delas é a dependência física que é quando o corpo se acostuma à substância. Ao se privar dessa, ocorrem sintomas de abstinência e outros como:

  • Irritabilidade e inquietação;

  • Problemas intestinais;

  • Ansiedade e insônia;

  • Dores de cabeça;

  • Cansaço.

Além é claro, do forte desejo de fumar. Existe ainda a dependência comportamental, onde o fumante cria associações de sua rotina ao vício. Ou seja, ele desenvolve gatilhos mentais criando os seus "momentos de fumar".

Por fim, temos a dependência psicológica, que é quando a pessoa tem a sensação de que precisa do cigarro entre os dedos para lidar com a vida. Seja para aliviar suas emoções ou para suportar a realização de tarefas pessoais e profissionais.

Quais são os problemas causados por essa dependência?

A dependência ao tabaco afeta não apenas seu usuário direto, como também, o chamado fumante passivo. Pessoas que convivem com dependentes e inalam a fumaça que permanece no ambiente fechado, ou até mesmo aberto, criada por essas drogas.

Em uma menor escala, mais ainda preocupante, toda doença causada pelo tabaco pode afetar também essas pessoas. Tanto que o tabagismo passivo é a 3ª maior causa de morte evitável.

São inúmeras, cerca de quase 50, as doenças que o vício no cigarro e semelhantes podem causar. Varia desde problemas mais simples àqueles mais graves, abaixo mencionamos alguns do mais comuns:

  1. Problemas na gestação, parto prematuro e aborto;

  2. Infertilidade feminina e masculina;

  3. Incidência de tuberculose e gripe;

  4. Acidentes vasculares cerebrais;

  5. Úlcera gastrointestinal;

  6. Infecções respiratórias;

  7. Problemas de ereção;

  8. Enfisema pulmonar;

  9. Menopausa precoce;

  10. Bronquite crônica;

  11. Osteoporose;

  12. Hipertensão;

  13. Taquicardia;

  14. Trombose;

  15. Derrame;

  16. Catarata;

  17. Infarto.

A lista é grande e fica ainda maior quando falamos da incidência de câncer causada por esse consumo. O tabagismo pode causar o desenvolvimento da doença em todos os órgãos mencionados abaixo:

  1. Traquéia, pulmão e brônquios;

  2. Leucemia mielóide aguda;

  3. Laringe (cordas vocais);

  4. Cavidade oral (boca);

  5. Faringe (pescoço);

  6. Colo do útero;

  7. Rim e ureter;

  8. Cólon e reto;

  9. Estômago;

  10. Testículos;

  11. Pâncreas;

  12. Esôfago;

  13. Cabeça;

  14. Fígado;

  15. Bexiga.

Além de tudo isso, existem outros efeitos colaterais como rouquidão, ressecamento e dores de garganta. O consumo desses produtos causa ainda problemas bucais como mau hálito e forte odor, em geral, mais para o fumante ativo.

Qual o impacto do tabagismo na expectativa de vida?

Como vimos acima, o consumo de tabaco pode ocasionar diferentes males, muitos deles fatais. Por isso esse vício tem impacto diretamente na expectativa de vida do indivíduo dependente.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a OMS, o tabagismo ativo é a principal causa de morte evitável. Enquanto o tabagismo passivo, ocupa o terceiro lugar também no ranking mundial.

Já dados do Inca, o Instituto Nacional do Câncer, mostra que cerca de 10% dos fumantes têm sua expectativa reduzida em 20 anos por causa do vício. Dados do IBGE em 2019, mostravam que a expectativa média de vida no país na época era de 80,1 anos para as mulheres e 73,1 anos para os homens.

Ou seja, isso significa que viciados em tabaco podem viver apenas cerca de 55 anos, mulheres, ou 45 anos, homens. Uma redução considerável e bastante preocupante que afeta a longevidade e o envelhecimento saudável da população.

O tabagismo possui tratamento?

É possível parar de fumar com a vontade e tratamentos físicos e psicológicos

Existe sim e é possível parar de fumar, mas para isso, é importante que o fumante busque auxílio médico. Isso é essencial para tratar corretamente a síndrome de abstinência que ele vai passar, evitando futuras recaídas.

O tratamento deve ser feito com acompanhamento psicológico e terapêutico também. Em cada caso, um tipo de ação vai ser tomada e na maioria o uso de medicamentos é feito.

Um método bastante usado é o zyban, um droga antidepressiva que controla os efeitos da abstinência. Para casos onde o vício é recente, muitas pessoas optam por se tratarem sozinhas utilizando produtos que liberam nicotina em pequenas dose no organismo:

  • Gomas de mascar;

  • Skin patches;

  • Spray nasal;

  • Inalantes.

Tudo isso pode, sim, funcionar, mas a recomendação é sempre fazer um tratamento por mais recente que o vício seja, com auxílio médico. Pois apenas isso garante que a dependência possa ser totalmente contornada.

Conclusão

O tabagismo é um vício que chega a ser até mesmo, considerado como doença crônica segundo a OMS. Suas consequências na saúde bucal, física, psicológica e comportamental são diversas.

Em muitos casos esse consumo chega a ser fatal e afeta também, os familiares e pessoas de próxima convivência. Por isso é importante contar com ajuda profissional em seu tratamento!

Compartilhe este conteúdo com pessoas que passam por essa situação e ajude na conscientização do problema.

 

Newsletter


BLOG MAIS VISTOS


CAC 2012 – Plantar sonhos para colher um mar de rosas

CAC 2012 – Plantar sonhos para colher um mar de rosas

Leia Mais
Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Leia Mais
Carinho e dedicação para cuidar da sua saúde

Carinho e dedicação para cuidar da sua saúde

Leia Mais
É tempo de renovar, sonhar e acreditar que os sonhos podem se realizar

É tempo de renovar, sonhar e acreditar que os sonhos podem se realizar

Leia Mais

SIGA-NOS


Posts relacionados

Tabagismo: as consequências do fumo para a saúde da sua boca
Tabagismo: as consequências do fumo para a saúde da sua boca

O tabagismo é uma das maiores causas de morte evitáveis no mundo, segundo dados do INCA. Conheça as causas e consequências dessa dependência!

Leia mais
O que sua crise alérgica tem a ver com a  umidade do ar?
O que sua crise alérgica tem a ver com a umidade do ar?

Uma crise alérgica pode ser desencadeada pela temperatura do ambiente, não sendo sua causa. Veja como a umidade do ar interfere neste assunto!

Leia mais
Problemas nos olhos: veja as 10 doenças oculares mais comuns
Problemas nos olhos: veja as 10 doenças oculares mais comuns

Existem diversos problemas nos olhos que afetam a população brasileira, conheça os mais comuns deles, seus sintomas e os tratamentos aplicados.

Leia mais