Mente sã: há ou não a hora exata para procurar um psicólogo?

Mente sã: há ou não a hora exata para procurar um psicólogo?
Compartilhar:

Publicado: 26/08/2021

Categorias: Saúde

A iniciativa de procurar um psicólogo ainda hoje é tomada somente após a percepção de um problema maior, como forma reativa a uma condição. 

A verdade é que não existe “a hora certa”, necessariamente, para fazer terapia. A busca por um profissional da área pode ser uma jornada para conhecer melhor a si próprio, além de uma forma de se prevenir contra futuras patologias.

Com esse tipo de ajuda, a qualidade de vida de cada indivíduo sofre significativas melhoras. Além de combater os efeitos do estresse e ansiedade comuns nos dias atuais.

Um psicólogo auxilia no desenvolvimento da inteligência emocional e autoconhecimento. Quer entender a importância e como esse profissional pode ajudar? Continue lendo então!

Quando é a hora de procurar um psicólogo?

O medo do julgamento ainda é uma das maiores causas, mesmo com uma sociedade tão avançada, da busca por auxílio profissional ser baixa. A terapia ainda é vista como coisa de "gente louca" e de quem possui dependências

Mas a bem da verdade, a psicologia trata, cuida e previne condições diversas. Desde problemas pequenos e cotidianos, até situações mais graves que podem gerar fobias, transtornos, traumas, etc.

Justamente por isso que não existe uma hora certa para procurar um psicólogo, a ajuda desse profissional é sempre bem-vinda. Mesmo que seja para apenas desabafar com alguém que é imparcial.

Na psicologia, o profissional é responsável por trabalhar a consciência de cada indivíduo sobre seus próprios sentimentos e emoções. Algo feito com auxílio dos pilares da inteligência emocional que visam estimular:

  • Consciência interpessoal;

  • O autoconhecimento;

  • A autoconfiança;

  • O autocontrole;

  • Empatia.

De modo que cada indivíduo encontra dentro de si mesmo as respostas que procura. Tal desenvolvimento trabalha ainda a autoestima da pessoa que se torna mais preparada para lidar com diferentes situações da vida.

Viver bem é uma escolha que fazemos todos os dias e buscar provas de prevenir males faz parte disso. Contudo, em alguns casos, existem alertas de que você já precisa (e urgente) de ajuda.

Quais são os sinais de que preciso de ajuda?

A mente humana é igual a uma máquina e quando existe algum tipo de problema no seu "sistema", ela emite sinais. Esses podem ser físicos, comportamentais e emocionais e, abaixo, vou citar situações através das quais é possível notá-los.

  • Se você frequentemente sente nervosismo, irritabilidade, angústia, medo, estresse, tristeza, raiva, ansiedade e sensação de esgotamento mesmo após descansar;

  • Ao vivenciar sintomas frequentes, não diagnosticável, de dor no estômago e/ou no peito, sudorese, taquicardia, diarreia, tontura e até dermatites;

  • Quando você sente com muita intensidade as suas emoções, seja no âmbito pessoal, familiar, afetivo ou profissional;

  • Caso esteja enfrentando problemas para dormir, como a insônia, para comer ou para curtir as coisas boas da vida;

  • Você não sente mais alegria ao realizar atividades, de qualquer tipo, antes consideradas prazerosas;

  • Ao perceber que anda sempre desanimado e com tendências a procrastinar todo tipo de atividade;

  • Depois de viver algum tipo de situação traumática ou se tiver fobias, mesmo que "bobas";

  • Caso precise beber ou consumir algo como uma forma de escape e se sentir bem.

Sintomas e sinais como esses, costumam ser alertas do nosso organismo que nada mais está do que reagindo aos problemas psicológicos que vem enfrentando. Quando chega a esse ponto, a ajuda profissional se torna essencial.

A falta de cuidados, tratamento e o acolhimento psicológico fazem com que uma situação que já não está boa, se agrave. Muitas vezes, isso pode levar a uma piora que se desenvolve em quadros de:

  • Dependências químicas;

  • Transtorno de humor;

  • Síndrome de burnout;

  • Distúrbio alimentar;

  • Depressão;

  • Ansiedade;

  • Infarto.

Em alguns casos, a falta de tratamento leva a problemas nos relacionamentos com a família, amigos e colegas de trabalho. Ou até mesmo ao suicídio, quando a pessoa deixa de sentir vontade de tudo abrindo mão da própria vida.

Como um psicólogo pode me ajudar?

Se formos resumir, em sumo procurar um psicólogo vai te ajudar a conseguir viver plenamente. Uma vez que a intenção dessa atividade é promover seu crescimento pessoal, emocional e até profissional.

Para entender bem e de forma simples a importância da psicologia, vamos pensar na alimentação e nos exercícios físicos. Esses são dois grandes pilares que podem melhorar ou piorar a qualidade de vida.

A ajuda psicológica funciona da mesma forma e pode ser considerada um terceiro pilar para se alcançar o bem-estar. Sua falta pode prejudicar sua saúde mental, enquanto sua presença estimula apenas melhorias.

É claro que em alguns casos buscar ajuda pode ser ou parecer difícil, especialmente quando o indivíduo não possui apoio. A determinação para se viver bem é essencial nesse momento, para não deixar que nada te impeça de cuidar de si.

Leia também: "Yoga e saúde mental: 5 vantagens da prática".

10 motivos para procurar um psicólogo já!

motivos para buscar um profissional psicólogo

Talvez você não tenha nenhum sinal de alerta para procurar ajuda psicológica e ainda tenha dúvidas quanto ao assunto, certo? Portanto, separei motivos que podem ajudar você a repensar, com carinho, sobre este assunto. Sendo assim, vá ao psicólogo para:

  1. Evitar que conflitos, sentimentos ou problemas diários que parecem pequenos, tornem-se problemas graves;

  2. Se tornar uma pessoa mais independente e segura de si mesmo, suas opiniões, sentimentos, entre outros;

  3. Compreender e saber como lidar com suas emoções, sentimentos e possíveis sofrimentos e traumas;

  4. Se conhecer melhor e ser mais consciente sobre como sua mente trabalha;

  5. Descobrir como lidar e superar situações adversas ao viver no momento;

  6. Aprender a controlar sua ansiedade e impulsos baseados nas emoções;

  7. Saber identificar seus gatilhos físicos, emocionais e comportamentais;

  8. Tratar fobias como, por exemplo, medo de altura e injeções;

  9. Desenvolver a capacidade de falar em público ou dirigir;

  10. Melhorar sua autoestima e relação com o próprio corpo.

A terapia de casal pode ser também uma alternativa caso esteja enfrentando problemas afetivos. Se sentir a necessidade, converse com o parceiro sobre este assunto.

Conclusão

Procurar a ajuda de um psicólogo é o tipo de ação que toda pessoa deveria fazer como forma de autocuidado. Afinal de contas, já dizia o ditado "melhor prevenir do que remediar".

Não espere o desenvolvimento de algum tipo de transtorno de cunho psicológico para cuidar de si mesmo. Faça da terapia um ato de autoamor e cuide sempre de sua saúde mental!

Compartilhe este conteúdo em suas redes sociais para que mais pessoas possam se conscientizar da importância desta ajuda.

Newsletter


BLOG MAIS VISTOS


CAC 2012 – Plantar sonhos para colher um mar de rosas

CAC 2012 – Plantar sonhos para colher um mar de rosas

Leia Mais
Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Leia Mais
Carinho e dedicação para cuidar da sua saúde

Carinho e dedicação para cuidar da sua saúde

Leia Mais
É tempo de renovar, sonhar e acreditar que os sonhos podem se realizar

É tempo de renovar, sonhar e acreditar que os sonhos podem se realizar

Leia Mais

SIGA-NOS


Posts relacionados

Mente sã: há ou não a hora exata para procurar um psicólogo?
Mente sã: há ou não a hora exata para procurar um psicólogo?

Muitos acreditam existir uma hora certa de se procurar um psicólogo. Será que isso é verdade? Veja a importância disso para sua saúde mental.

Leia mais
Fadiga Crônica: descubra 10 razões para o seu cansaço sem fim
Fadiga Crônica: descubra 10 razões para o seu cansaço sem fim

Está sentindo um cansaço sem fim que chega até a te incapacitar de fazer atividades rotineiras? Conheça os sintomas e causas da fadiga crônica.

Leia mais