O que sua crise alérgica tem a ver com a umidade do ar?

O que sua crise alérgica tem a ver com a  umidade do ar?
Compartilhar:

Publicado: 06/08/2021

Categorias: Doenças

Você já reparou que sempre quando o tempo vira os sintomas de crise alérgica aparecem? Se você é alérgico então sabe bem do que estamos falando.

Muita gente não consegue entender a razão pelo qual isso acontece, afinal, as alergias não deveriam ter relação com o tempo.

Mas o que acontece é que a influência da umidade do ar pode sim interferir em vários aspectos da vida de uma pessoa.

Isso porque dependendo da época do ano ou a condição climática, algumas substâncias alérgenas acabam aparecendo mais, como poeira, pólen, ácaro, fungos, mofo, etc.

Se você quer entender e saber mais sobre este assunto, continue lendo este conteúdo.

Por que o tempo faz com que apareça a crise alérgica?

A maioria das alergias respiratórias são causadas por fatores genéticos. No entanto, alguns casos têm a ver diretamente com a temperatura do ambiente.

Isso porque as mudanças climáticas podem interferir e muito no bem-estar e na saúde individual de cada pessoa. Esses efeitos podem acabar fazendo com que doenças respiratórias se agravem.

Por exemplo, a asma e a rinite são belos exemplos disso. Ambas podem ocorrer de modo isolado ou ao mesmo tempo. Além de ser um incômodo no dia a dia, elas podem acabar tornando a vida do paciente mais complicada.

A crise alérgica se trata de uma reação exagerada do sistema imunológico ao localizar uma partícula inofensiva de algo e confundir isso com microrganismos causadores de doenças.

Então, como forma de defesa, o sistema do nosso corpo começa a produzir anticorpos que ajudam a fazer a liberação de histamina na corrente sanguínea. Uma crise alérgica é marcada por:

  • Espirros;

  • Coriza;

  • Congestão nasal;

  • Inchaço nos lábios;

  • Irritação nos olhos;

  • Irritação nas vias respiratórias.

O aumento de temperatura ou a queda dele, faz com que as substâncias causadoras de alergia possam se prolongar no ar por mais tempo.

A umidade, por outro lado, é responsável por fazer com que a mucosa fique irritada e os fungos e ácaros aumentem. Um dos grandes vilões das alergias são os ácaros.

Principalmente quando a temperatura muda do nada. Para quem tem bichos de pelúcia, tapete, almofada, cortina, etc, é preciso tomar um cuidado com a limpeza desses locais.

Por que o tempo interfere na alergia?

Segundo a OMS, o nível de umidade ideal para os humanos é de 40 a 70%. Acima desse valor, há uma saturação de vapor d'água.

Isso acaba influenciando o controle de temperatura no corpo, na transpiração e na respiração, principalmente de quem já sofre com doenças respiratórias como:

  • Rinite;

  • Sinusite;

  • Asma.

O ar quando fica muito úmido, deixa a respiração do indivíduo mais pesada. Assim, a temperatura do corpo sobe e uma força extra acontece para que a respiração possa acontecer.

Como a umidade faz com que o nível de mofo, ácaro, e outras substâncias como o ozônio ficarem no ar por mais tempo, isso provoca algumas reações.

O ozônio é um gás poluente e que traz muita irritabilidade às vias aéreas, dificultando a respiração profunda. Os níveis desse gás podem acabar aumentando junto a umidade.

Por consequência, as crises alérgicas acabam sendo desencadeadas junto a outras doenças respiratórias.

Mitos sobre as alergias

Muita gente desconhece as causas de uma alergia ou o que provoca isso. Portanto, há muitos boatos e inverdades que circulam pela internet.

Por exemplo, uma coisa muito comum de ouvir é que a pessoa está gripada com a mudança de tempo. Isso porque os sintomas de tosse, coriza e espirros são bem comuns de quem está resfriado.

Porém, a grande diferença de uma pessoa doente para quem possui alergia a algo é que geralmente os que possuem resfriado ficam mais indispostos e com outros sintomas, como dores e fraquezas.

Outro mito que se escuta muito é que quem possui alguma alergia respiratória não pode praticar esportes. E ao contrário desse pensamento, o recomendado é que os alérgicos façam esportes.

Isso porque eles acabam ajudando na prevenção de crises. Por exemplo, a natação é ótima para combater bronquite e asma.

Muitas pessoas também possuem a ideia de que o frio é o responsável por desencadear as alergias. No entanto, o responsável por isso é a mudança brusca de temperatura.

Como falamos, a reação alérgica exagerada se dá por meio da evidência de substâncias predominantemente destacadas com a mudança de temperatura.

Então, por exemplo, uma pessoa com rinite alérgica e sinusite, pode entrar em contato com fatores que desencadeiam sua alergia no frio, como o fato de ter que usar casaco, cobertas.

A casa fechada pode provocar odores diferentes de mofos, os casacos podem estar com ácaros, os lençóis e cortinas podem ter poeira... enfim, uma série de fatores pode fazer com que a pessoa entre em uma crise.

E não é necessariamente o frio que faz isso, mas sim as condições favoráveis dentro dessa situação climática.

O que fazer para evitar uma crise alérgica?

Já que não é possível controlar a sua exposição à umidade, há alguns meios de fazer com que os sintomas de uma crise alérgica sejam controlados.

Primeiramente, limpeza e higiene são fundamentais para que poeiras e ácaros não façam parte de sua rotina. Sendo assim, lave tudo aquilo que você entrar em contato e passe aspirador de pó pela casa.

Usar vassoura não é o meio mais eficaz de tirar a poeira de dentro de casa. Então a melhor forma de fazer isso é sugando ela com o aspirador de pó.

Porém, prefira os aspiradores que contam com um sistema de filtragem para que a poeira aspirada não volte ao ambiente de que saiu.

Alguns eletrodomésticos mais avançados fazem com que exista um recipiente para água no qual faz a filtragem também de odores e partículas de pó que depois de filtradas, se juntam a água e ficam retidas.

Se você sente que o ambiente está muito seco, usar umidificadores de ar pode ser uma boa ideia para trazer um equilíbrio.

Por fim, remédios também ajudam bastante a controlar espirros e crises alérgicas mais fortes.

 

Conclusão

Vimos então, um pouco sobre o que é uma crise alérgica, porque ela acontece e qual o motivo do clima interferir tanto no aparecimento delas. Sabendo desses fatores, agora você tem como ficar mais atento a isso e tentar se prevenir de acontecer com alguns métodos.

Conte aqui se você sofre com alguma alergia e compartilhe este conteúdo com mais pessoas.

Newsletter


BLOG MAIS VISTOS


CAC 2012 – Plantar sonhos para colher um mar de rosas

CAC 2012 – Plantar sonhos para colher um mar de rosas

Leia Mais
Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Leia Mais
Carinho e dedicação para cuidar da sua saúde

Carinho e dedicação para cuidar da sua saúde

Leia Mais
É tempo de renovar, sonhar e acreditar que os sonhos podem se realizar

É tempo de renovar, sonhar e acreditar que os sonhos podem se realizar

Leia Mais

SIGA-NOS


Posts relacionados

Influenza H3N2: 14 sintomas da nova gripe  |PREVINA-SE AGORA!
Influenza H3N2: 14 sintomas da nova gripe |PREVINA-SE AGORA!

A nova gripe chamada influenza H3N2 vem afetando a população de forma alarmante. Confira quais são seus sintomas e como se prevenir do contágio!

Leia mais
Tabagismo: as consequências do fumo para a saúde da sua boca
Tabagismo: as consequências do fumo para a saúde da sua boca

O tabagismo é uma das maiores causas de morte evitáveis no mundo, segundo dados do INCA. Conheça as causas e consequências dessa dependência!

Leia mais
O que sua crise alérgica tem a ver com a  umidade do ar?
O que sua crise alérgica tem a ver com a umidade do ar?

Uma crise alérgica pode ser desencadeada pela temperatura do ambiente, não sendo sua causa. Veja como a umidade do ar interfere neste assunto!

Leia mais