Médico pediatra: Qual a idade máxima para levar seu filho?

Médico pediatra: Qual a idade máxima para levar seu filho?
Compartilhar:

Publicado: 29/07/2021

O médico pediatra é muito importante para acompanhar o crescimento e a saúde de uma criança em desenvolvimento.

Não só para crianças, essa especialidade é também fundamental na vida do adolescente. Por essa razão, muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual especialidade deve cuidar dos adolescentes.

Então, a pergunta mais frequente em relação a isso é: até que idade é ideal a ala pediátrica para crianças? Quando é a hora de mudar a especialidade?

Para que se possa responder a isso, elaboramos este conteúdo com algumas coisas que você precisa saber a respeito desse assunto.

Qual a idade certa para deixar de ir ao pediatra?

A pediatria é a especialidade médica dedicada apenas para prestar assistência a crianças e adolescentes. No entanto, é comum que as pessoas se esqueçam que os adolescentes são atendidos por esse especialista.

Muita gente ainda fica surpresa ao saber essa informação. Mas ela não deveria ser algo a se surpreender. Isso porque o pediatra deve atender desde o início da vida infantil, até seu desenvolvimento completo.

Ao redor do mundo, as definições de idade adulta são diferentes. No entanto, um limite estabelecido para o atendimento na pediatria é de até 21 anos.

A OMS considera que uma pessoa é adolescente se apresenta idade entre 10 a 20 anos incompletos. Logo, não há um limite exato que faça com que um adolescente vá ou não ao pediatra.

O importante mesmo é que as visitas ao médico sejam feitas com uma certa regularidade para que possa manter a saúde do indivíduo sempre em dia.

De fato, o adolescente acima de 16 anos pode optar por se consultar com outros especialistas. Mas isso vai da preferência de cada um.

É importante manter o pediatra no acompanhamento da saúde das crianças e adolescentes, somente pelo fato de que o especialista precisa observar a saúde de cada criança até sua fase adulta.

Mas esse apego é mais levado em conta quando o paciente é acompanhado a vida toda por um único especialista. Fora isso, os pais podem se sentir livres de levar ou não o adolescente em uma outra especialidade.

Qual frequência que uma criança deve ir ao pediatra?

Alguns médicos recomendam a ida ao pediatra mensalmente enquanto a criança tiver até um ano de idade. A partir do segundo ano de vida, essa visita pode ser feita a cada três meses.

Dos dois aos seis anos, a visita deve ser semestral. Porém, tudo isso vai depender de médico para médico, avaliando a situação de cada criança em específico.

Depois de crescido, uma visita ao ano costuma ser o recomendado e a partir daí, o pediatra avaliará a necessidade de ir a um especialista.

Qual a importância do pediatra na saúde das crianças?

Desde que o setor de pediatria existe, crianças e adolescentes podem ter uma atenção melhor em seu desenvolvimento e questões ligadas à idade.

O termo pediatria, criado em 1880 teve como foco juntar as palavras gregas "paidos" que significa criança, e "iatreia" que significa processo de cura.

Os primeiros centros médicos de atendimento focado em crianças se estabeleceram na Europa no século 19.

O primeiro hospital a oferecer o serviço foi o Hospital das Crianças Doentes, que abriu as portas em 1802. Nos EUA, somente em 1855 na Filadélfia é que se pode ver esse serviço.

Aqui no Brasil, a especialidade foi se destacar em 1910 junto a junção de diversos médicos, fundando assim a Sociedade Brasileira de Pediatria.

Desde então, essa área tem atuado em tudo o que se refere à saúde infantil. Um médico pediatra deve ter amor por aquilo que faz.

Sendo assim, na maioria dos casos uma relação é criada com os pacientes. Isso porque a assistência que prestam não é só para a criança, mas para a família como um todo.

O respeito à individualidade e peculiaridade de cada criança é cuidado através do estímulo que cada médico apresenta durante uma consulta.

Além disso, a área de pediatria pede pessoas sensíveis que consigam se comunicar e trocar experiências com as crianças. Tudo isso gera um impacto positivo em seu desenvolvimento.

Na parte de desenvolvimento físico e mental, um médico tem uma presença importante e bastante significativa para aquele paciente.

Desenvolvimento infantil junto ao pediatra

Muitos pais não conseguem ver como essa área é capaz de desenvolver tanto a vida de uma criança. Mas a partir do momento que o médico cria um vínculo com essa família, todas as coisas ligadas à saúde daquele indivíduo acabam melhorando.

O pediatra responde pelo cuidado ao paciente como um todo, o orientando, prevenindo e não só tratando as doenças que venham a existir. Um pediatra influencia:

  • Na alimentação;

  • Na vida saudável;

  • Nas vacinações;

  • Escolha de atividades físicas;

  • Estímulo à leitura;

  • No estímulo a autoestima;

  • No cuidado na época escolar;

  • Com conselhos;

  • Entre outras coisas.

Além de todo o cuidado com a saúde, acabam desempenhando um papel vital no:

  • Suporte do aleitamento;

  • Adesão às vacinações;

  • Prevenção de acidentes;

  • Prevenção de obesidade;

  • Entre outros.

No Brasil hoje em dia, há mais de 37 mil pediatras atuando. Logo, quem é pai e mãe ou então responsável por uma criança ou adolescente, é vital que conte com o apoio de cada um.

Isso fará com que sua criança tenha um desenvolvimento tanto físico como mental e emocional, muito melhor. Além disso, é vital que o responsável fique com o mesmo médico desde o início.

Assim, a criança terá toda uma assistência baseada no seu desenvolvimento.

 

Conclusão

Por fim, vimos então até que idade uma pessoa pode ir no pediatra, qual a importância dessa ida e no que isso ajuda na vida do paciente.

Desde o nascimento até seu desenvolvimento completo, ter um especialista ao seu lado te guiando e dizendo o que é melhor para a criança, é muito importante.

Nos casos de urgência e emergência, geralmente o atendimento é feito por outros especialistas. Mas no geral, todo cuidado que a criança precisar, ela poderá encontrar com seu pediatra.

Conte o que você acha sobre esse assunto e compartilhe este conteúdo com mais pessoas.

Newsletter


BLOG MAIS VISTOS


Mais um passo rumo ao sucesso

Mais um passo rumo ao sucesso

Leia Mais
Pequenos grandes cuidados

Pequenos grandes cuidados

Leia Mais
Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Leia Mais
Problemas de visão: descubra 3 doenças que mais afetam os idosos

Problemas de visão: descubra 3 doenças que mais afetam os idosos

Leia Mais

SIGA-NOS


Posts relacionados

Dores na coluna? Conheça as causas
Dores na coluna? Conheça as causas

Sente frequentemente dores na coluna e não faz ideia do que pode ser? Descubra quais são as principais causas e a importância de investigá-las.

Leia mais
Sintomas de diabetes Infantil: seu filho apresenta algum desses?
Sintomas de diabetes Infantil: seu filho apresenta algum desses?

A diabetes infantil é um fator a que os pais devem ficar atentos e por isso, conhecer seus sintomas é essencial. Veja quais são eles e suas causas.

Leia mais
Vitiligo vulgar: conheça o tipo mais comum, suas causas e tratamento
Vitiligo vulgar: conheça o tipo mais comum, suas causas e tratamento

O vitiligo vulgar é uma patologia que poucos sabem diferenciar ou entendem como funciona. Entenda sobre o assunto, suas causas e tratamentos.

Leia mais