Dores na coluna? Conheça as causas

Dores na coluna? Conheça as causas
Compartilhar:

Publicado: 20/07/2021

Categorias: Bem viver

As dores na coluna são uma das principais reclamações feitas não só por brasileiros, mas pela maioria das pessoas ao redor do mundo a partir de uma certa idade. Em algum momento da vida, todos nós já sentimos o incômodo nas costas.

Seja por uma má postura, mau posicionamento ou por outros motivos em específico. Além dos incômodos que as dores causam, muitas vezes elas estão associadas a outros tipos de quadro clínico mais grave. Por isso, um diagnóstico precoce é fundamental.

Dessa maneira, pode-se melhorar a qualidade de vida do indivíduo e evitar que os desconfortos na região lombar, cervical ou do pescoço aconteçam. Veja mais sobre o assunto abaixo.

Quais são as principais causas de dores na coluna?

Quando a dor na lombar é algo persistente ou vem acompanhada de outros sintomas como febre e vômitos, é fundamental que um especialista seja procurado imediatamente. De maneira geral, alterar alguns pontos do cotidiano de cada um já é uma maneira simples de aliviar casos que não necessitam de um tratamento especial.

Abaixo, listamos algumas das principais causas de dores na coluna e como fazer para que elas sejam solucionadas de forma correta e sem muita complicação.

1. Má postura

Em primeiro lugar, o início de toda dor de coluna quase sempre se inicia por um quadro de má postura. Isso porque grande parte das pessoas estão acostumadas a andar da maneira que acham confortável.

Esse relaxamento, principalmente na hora de realizar alguma atividade rotineira, acaba prejudicando e causando dores na coluna do indivíduo. Algumas pessoas se policiam, mas pecam quando o assunto é:

  • Mexer no celular;

  • Ficar no computador;

  • Ler um livro;

  • Sentar no sofá.

Essas ações feitas de maneira inadequada podem interferir na qualidade de vida de cada um e acarretar problemas mais graves. Outras coisas como bolsa lateral e sapato de salto também contribuem para a má postura.

A partir daí, os indivíduos podem ter cifose, lordose ou escoliose. O nervo ciático também pode ser prejudicado e o risco de uma hérnia aparecer é grande.

Para corrigir a má postura, o indicado é que se faça aulas de pilates, yoga ou sessões de RPG para que se possa reparar o posicionamento da cervical. Além disso, é importante no cotidiano, investir em:

  • Cadeira ergométrica;

  • Colchão bom.

O tipo de superfície na qual você passa parte do dia vai ajudar a prevenir e combater as dores na coluna. Isso, combinado a vigilância diária sobre a postura que possui em sua rotina.

2. Problemas de saúde

Quando as dores nas costas começam e não se alivia com nada, isso pode indicar um problema mais grave, como uma fratura, lesão ou desgaste dos discos da coluna. Há quadros também que a apendicite, pedra no rins, pedra na vesícula, câncer e infecções também contribuem com as dores na parte das costas.

Para toda dor nas costas relacionada a outros tipos de sintomas, deve-se procurar ajuda médica. Para que o profissional possa investigar o que está acontecendo e identificar o problema principal.

3. Inflamação do nervo ciático

O nervo ciático começa bem pelo fim da coluna e, quando atingido ou inflamado, pode causar muitas dores nessa região, bem como se espalhar pelo glúteo e pelas pernas.

Essa inflamação pode gerar, além da dor, uma dificuldade de fazer com que a coluna se mantenha reta, dificuldades para se abaixar e causar dor ao andar.

Para mudar essa situação, é necessário que ao perceber os primeiros sintomas dessa inflamação no nervo ciático, que a pessoa procure por um ortopedista. Assim, um diagnóstico mais detalhado poderá ser realizado através de exames.

A partir disso você vai começar o tratamento adequado, que pode acabar sendo feito com anti-inflamatório e sessões de fisioterapia. Esses mudam de caso para caso e em alguns mais graves, uma intervenção cirúrgica pode ser necessária.

4. Hérnia de disco

A hérnia acontece quando o disco intervertebral se desloca do local onde deveria estar, fazendo assim, com que os nervos dessa área sejam comprimidos. As consequências acabam sendo:

  • Dificuldade de se locomover;

  • Fraqueza nas pernas;

  • Alteração no funcionamento da bexiga.

Assim que se suspeitar do aparecimento de uma hérnia é importante que se vá a um ortopedista para que se possa realizar um exame de imagem. Medicamentos e fisioterapia ajudam nesses casos, mas de acordo com a gravidade, a cirurgia pode ser necessária.

5. Cálculo renal

Muitas pessoas podem não perceber, mas quando o cálculo renal aparece, alguns dos principais sintomas acabam sendo as dores na coluna, principalmente na parte lateral debaixo.

Isso porque as pedras nos rins fazem com que haja uma inflamação e uma obstrução do fluxo de urina nas vias urinárias. Dessa forma, a pessoa passa a sentir muita dor nessa região.

Em caso de você estar sentindo dores onde ficam os seus rins, procure um médico para que você possa fazer um exame. Obtendo um diagnóstico antes dessa patologia se desenrolar para uma crise renal.

O acompanhamento de um nefrologista é essencial para que ele consiga passar o exame necessário. Tal como, identificar o melhor tratamento a partir do seu caso.

Para que se possa evitar as famosas pedras nos rins e as dores nas costas derivadas dela, é importante que você sempre se mantenha hidratado e tenha hábitos de vida saudáveis.

A prática de exercício acaba sendo muito importante para tratar dores na coluna. Em especial, o indivíduo deve focar na prática de exercícios que tenham alongamento.

Por exemplo, o pilates é uma ótima opção pois consegue tratar diversas patologias da coluna e promove um alívio a longo prazo. Ou seja, aumentando a qualidade de vida da pessoa.

A fisioterapia também pode ajudar bastante em relação a má postura e outras patologias. Mas antes de mais nada, é preciso checar com o médico o que é necessário de se fazer.

Conclusão

Esses são alguns dos principais tipos de patologias que causam dores na coluna. Assim como foi dito anteriormente. Sendo assim, é preciso ficar atento e buscar ajuda ao menor sinal de dor contínua.

Existem muitos outros tipos de patologia que podem acometer a região da coluna. Portanto, ficar atento aos sinais é indispensável para um tratamento precoce e livre de maiores complicações.

Deixe sua opinião sobre este artigo e nos conte se você já sofreu ou está sofrendo com alguma dessas patologias. Não se esqueça de compartilhar este artigo também.

Newsletter


BLOG MAIS VISTOS


Mais um passo rumo ao sucesso

Mais um passo rumo ao sucesso

Leia Mais
Pequenos grandes cuidados

Pequenos grandes cuidados

Leia Mais
Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Mantendo o brilho e a suavidade dos cabelos tingidos

Leia Mais
Problemas de visão: descubra 3 doenças que mais afetam os idosos

Problemas de visão: descubra 3 doenças que mais afetam os idosos

Leia Mais

SIGA-NOS


Posts relacionados

Médico pediatra: Qual a idade máxima para levar seu filho?
Médico pediatra: Qual a idade máxima para levar seu filho?

Não sabe até que idade você pode levar seu filho para ser atendido por um médico pediatra? Veja a idade máxima e a importância do profissional.

Leia mais
Sintomas de diabetes Infantil: seu filho apresenta algum desses?
Sintomas de diabetes Infantil: seu filho apresenta algum desses?

A diabetes infantil é um fator a que os pais devem ficar atentos e por isso, conhecer seus sintomas é essencial. Veja quais são eles e suas causas.

Leia mais
Vitiligo vulgar: conheça o tipo mais comum, suas causas e tratamento
Vitiligo vulgar: conheça o tipo mais comum, suas causas e tratamento

O vitiligo vulgar é uma patologia que poucos sabem diferenciar ou entendem como funciona. Entenda sobre o assunto, suas causas e tratamentos.

Leia mais